• Gabriella Ferreira

Medo da câmera: 15 dicas para não fugir dos vídeos e das lives na atualidade




Nervosismo, suadouro, boca seca, vertigem e até náusea, todos esses sintomas podem ser experienciados por pessoas que têm medo da câmera quando se encontram em frente a ela. Na realidade, é mais fácil encontrar pessoas que apresentam este desconforto do que as que agem com naturalidade diante do fato de estarem em destaque nas lentes.

Sob a análise da psicologia, o que popularmente vem sendo chamado de videofobia (desconforto com a ideia de estar sendo observado) recebe o nome de escopofobia (ou oftalmofobia), que é o distúrbio de ansiedade caracterizado por um medo mórbido de ser visto ou encarado por outras pessoas.

Há também motivos menos complexos (mas não menos desconfortáveis) como a timidez,

o medo de errar e a preocupação com o que os outros vão achar da performance na câmera. Independentemente do motivo que leva as pessoas a evitarem a exposição audiovisual por medo da câmera, atualmente há a quase-obrigatoriedade do uso de vídeos e a realização de lives para a sobrevivência dos negócios no ambiente online.

Não podemos esquecer que a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) forçou uma migração de proporções bíblicas para o ambiente virtual. Para se destacar neste verdadeiro campo de batalha, é preciso usar as ferramentas com eficácia comprovada. Neste caso, não há mídia mais impactante do que o vídeo.

Em determinados casos, a maior autoridade no negócio em questão – ou seja, quem melhor representa a marca – é justamente a pessoa que sofre do mais acentuado medo da câmera.

Encarar a gravação de um vídeo pode ser intimidador no começo, mas com a quantidade certa de habilidades (ou mecanismos de enfrentamento), você não apenas parecerá natural, mas também se conectará com o público mais efetivamente do que nunca.


15 dicas para vencer o medo da câmera

Para resolver este problema, elencamos 15 dicas para vencer o medo da câmera e começar a extrair o maior proveito possível da produção de vídeos e da realização de lives.

Então ultrapasse esta barreira e faça com que cada vez mais pessoas conheçam e se relacionem com a sua marca.

#1. Fale para você mesmo

No carro, a caminho do trabalho, no chuveiro, em casa, não importa. Escolha um tópico e apenas explique-o em voz alta. Quanto mais você se acostumar a se ouvir falar, sem interrupção, mais fácil e natural parecerá quando chegar a hora de encarar a câmera.

#2. Prepare-se para os erros

Mesmo que você tenha ensaiado um milhão de vezes, ainda poderá travar quando começar a gravação. Por precaução, planeje com antecedência e encontre maneiras de desbloquear sua mente. Faça anotações ou use um cartão de sinalização que possa ser exibido atrás da câmera para restivar sua memória, caso dê aquela trancada.

#3. O conforto é essencial

Use roupas que você normalmente usaria, das quais você gosta e se sente à vontade. Lembre-se de que algumas cores e tecidos não funcionam bem na câmera (evite listras, xadrez, branco e preto. Aposte em tons neutros).

Quanto mais confortável você estiver, mais confiante se sentirá.

#4. Grave vários takes

Mesmo o vídeo mais simples pode se beneficiar da variedade de takes. Às vezes, as palavras saem um pouco mais claras na segunda tentativa, a iluminação pode parecer um pouco melhor ou talvez surja uma brincadeira interessante para ser aproveitada na edição.

Filmar várias tomadas significa que há menos pressão em qualquer cena para que ela seja absolutamente perfeita. Se você incorporar essa abordagem ao seu plano de filmagem, isso ajudará você a relaxar, sabendo que poderá tentar novamente em alguns minutos.

#5. Falando em relaxar… relaxe!

Não faz sentido ficar na frente da câmera se você está uma pilha de nervos. Certifique-se de ter preparado tudo o que precisa para executar o projeto. Afinal, você conhece seu conteúdo e, é claro, você o praticou! Ter isso em mente alivia o stress.

#6. Seja voluntário de outros projetos e ganhe experiência

Algum amigo está fazendo um vídeo? Ofereça seu tempo para ajudar outras pessoas em suas produções audiovisuais. Você aprenderá mais sempre que participar de uma sessão. Mesmo se não estiver na frente da câmera, só por fazer parte de uma produção você poderá pegar dicas e truques.

#7. Vá para trás da câmera

Da mesma forma, treinar alguém na câmera pode fazer você se sentir mais confortável diante dela. A visualização de ambos os lados pode ajudá-lo a ter uma perspectiva do que funciona e do que não funciona.

#8. Linguagem corporal

A câmera exagera o movimento e, se você é o foco central do seu vídeo, não há nada mais para distrair o espectador.

Se você tem o hábito de andar enquanto fala ou “fala com as mãos”, tente reduzir esses movimentos para que o espectador se concentre na sua mensagem, e não nos seus braços.

Da mesma forma, não é legal alterar completamente sua linguagem corporal e quase não se mexer, pois isso também será desconfortável para o espectador.

Dica: se você se move muito, reduza isso em 20%; se você estiver muito parado, aumente a movimentação em 10%.

#9. Use o biofeedback

Você também pode usar postura correta e alongamento suave para reduzir a tensão. Por exemplo, se cruzar os braços ou as pernas com força, esfregar as mãos ou ficar se remexendo, você estará apenas reforçando seu estado nervoso.

Sentar-se ereto, cruzar as mãos no colo e cruzar os tornozelos (se estiver sentado) são maneiras de não apenas projetar a confiança, mas também de acalmar a mente.

Se você estiver em pé, poderá segurar as mãos frouxamente na frente do corpo, com os cotovelos dobrados e mantendo os pés a uma distância confortável. Oscilar ou mover-se excessivamente pode fazer você sair do enquadramento da câmera. Por isso, tente manter o tronco imóvel. Você pode inclinar a cabeça, mudar o peso de um lado para o outro ou mover os braços para se expressar.

Entre os takes, movimente os ombros, dê umas voltas e estique os braços suavemente para garantir que continue relaxado.

#10. Não seja escravo do teleprompter

Ter um script pode ajudar a organizar os pensamentos, mas não deixe que isso domine totalmente o seu vídeo.

Conheça o seu tópico e os pontos que deseja abordar, mas não se preocupe em repetir sempre a mesma coisa. Se você se concentrar em um script e estragar uma única palavra, isso pode prejudicar todo o jogo. Em vez disso, divirta-se, seja natural e deixe as palavras fluírem.

#11. Sempre mantenha contato visual com a câmera

Esta é uma parte essencial de um vídeo: você precisa olhar para a câmera. Não é sempre que as produções com mais de uma câmera, nas quais alguns takes são gravados com a pessoa em destaque olhando para o lado, dão certo.

Dica: imagine que você está conversando com um amigo e ajudando-o em algo. Mesmo que tenha uma sala cheia de pessoas assistindo você no filme, seu foco permanece nas lentes da câmera.

#12. Cuidado com a voz

Seja natural. Seja você. Lembre-se de que as pessoas compram de pessoas. Por isso, você precisa parecer autêntico.

Mas pense no ritmo de entrega, é aqui que a prática leva à perfeição: se você acelerar seu monólogo, estará anunciando seu nervosismo para o mundo todo. Já andar devagar demais fará com que o espectador perca o interesse.

Anuncie-se claramente. Use uma linguagem simples para transmitir sua mensagem. Evite jargões, gírias e acrônimos (siglas).

A maioria dos oradores públicos passa por uma série de exercícios vocais e faciais antes de fazer um discurso. Esta é uma técnica útil antes de começar a gravar, pois aquece as cordas vocais e relaxa os músculos faciais.

#13. Não complique as coisas

Não há nada mais intimidador do que ter páginas cheias de anotações e saber que você precisa cobrir tudo em detalhes e, se perder algo, ter que começar de novo. Ao dividir o vídeo nos pontos mais importantes (listas de itens e bullet points funcionam bem), você torna a sua vida muito mais fácil.

#14. Esqueça você e foque no espectador

No final, o que conta é a sua audiência. Fale com eles de uma maneira clara e convincente, na língua deles. Traga-os para a jornada com você. Conecte-se com eles emocionalmente.

As pessoas se sintonizarão com o interesse no produto ou serviço sobre o qual você estará falando.

Todos ficamos preocupados com a nossa aparência, mas o real interesse da audiência é o conhecimento que você tem para compartilhar. Concentre-se no valor da mensagem e das informações que você está fornecendo.


Pense nisso: eles já estão interessados no que você tem a dizer. Ter esta certeza ajuda a tirar um enorme peso dos seus ombros.


#15. Pratique. Pratique. Enfim… pratique!

A prática realmente faz a perfeição. Configure sua câmera, prepare a iluminação e comece a gravar. Você pode praticar com um script ou simplesmente conversar com um amigo (ou com você mesmo, como no item #1). O ponto é: apenas converse!

não assista sua gravação com um olho menos crítico (afinal, não é fácil estar no centro das atenções). Procure coisas para melhorar, como linguagem corporal e expressão. Essas são correções de execução fácil e que causam um efeito muito positivo no resultado final.


Conclusão


Se você é a pessoa mais qualificada para defender ou divulgar o seu negócio, mas deixa de explorar o potencial do conteúdo em vídeo e da realização de lives por ter medo da câmera, precisamos alertá-lo:

Com o nível de competitividade encontrado pelas marcas no ambiente online, abrir mão deliberadamente da mídia mais engajadora de todas não é uma decisão sábia.

Mas sabemos que vencer o medo da câmara não é uma coisa que acontece sozinha.

Por isso, elaboramos este artigo com uma lista de 15 dicas que, se colocadas em prática, certamente vão melhorar a sua relação com as lentes.

Sentir-se à vontade diante de uma câmera, além de ser muito útil, traz resultados positivos inclusive para a sua autoconfiança. Definitivamente, esta é uma habilidade muito interessante para ser agregada à sua caixa de ferramentas.

Então, não perca mais tempo. A partir do momento em que a câmera passa a ser sua amiga, a mágica começa a acontecer. Pode acreditar!

13 visualizações

Segunda - Sexta | 09h - 19h

R. 1542, 715 - SL 26 - Centro

Balneário Camboriú/SC

Tel. (47) 3021.1984

Cel. (47) 9 9702.0187

atendimento@stageprodutora.com.br

© Copyright 2020 STAGE PRODUTORA. Desenvolvido por Gath Soluções