• Gabriella Ferreira

Os vídeos estão exigindo cada vez mais profissionalismo, saiba porque.


A comunicação se tornou uma habilidade cada vez mais requisitada no mercado, seja pessoal ou virtual. Com o crescimento das novas mídias, a concorrência aumentou e, para conseguir resultados, um grau cada vez maior de habilidades se faz necessário, notadamente na ferramenta que, em geral, é capaz de trazer mais proveitos: os vídeos.


Não é à toa que a busca por produtoras de vídeo especializadas vem aumentando cada vez mais. Mas alguns se perguntam, dá para fazer vídeos de forma amadora? Qual o motivo para os vídeos exigirem tanto profissionalismo? Leia até o final para conferir!


1. O conteúdo é praticamente eterno A internet tem como uma das principais características a distribuição descentralizada. Não dá para ligar para alguém e pedir para retirar o seu vídeo do ar. Isso é o que faz a internet ser isso que todos amam, mas para empresas significa um ponto crítico. Ora, ao criar um canal no YouTube, por exemplo, todos os vídeos ficam disponíveis, desde o início da trajetória. Assim, não há espaço para vídeos que não agreguem valor à marca. Outro fato é que um vídeo de má qualidade pode viralizar por ser de má qualidade. Acredite, neste caso, a máxima de que não existe propaganda ruim cai por terra.


2. Seus concorrentes são profissionais. É praticamente impossível ser 100% original na internet hoje em dia. A não ser que faça algo completamente estranho. Seja como for, até o ramo das bizarrices está superlotado de pessoas criando conteúdo. Assim, o seu vídeo, embora se sobressaia a imagens estáticas, ainda vai concorrer com inúmeros outros vídeos. Fatores como carisma, roteiro e qualidade de produção contam muito. 3. Profissionalismo gera autoridade As pessoas não costumam checar em profundidade currículos, portfólios e cases de sucesso para decidir em quais vídeos vão prestar atenção. No geral, a audiência sabe sobre você o que está vendo no seu vídeo. Assim, a qualidade da produção fala por si só, pois é notável que houve um investimento e um cuidado com o material produzido, o que é o mínimo para merecer a atenção de alguém em qualquer meio. 4. O barato normalmente sai caro Já falamos anteriormente sobre os casos em que, talvez, faça sentido partir para o " faça você mesmo" na área de vídeos. Em linhas gerais, esse pode ser o seu caso se o vídeo é o seu produto final, como um youtuber ou influenciador. Como o que você efetivamente entrega são vídeos, pode ser interessante passar pelas etapas de aprender a fazer isso, dentro do que você precisa. Para os outros casos, não ter uma empresa conduzindo o processo poderá significar, nas melhores hipóteses:

a) o vídeo nunca fica pronto;

b) o vídeo fica pronto e nada acontecer quando for publicado. Nos dois casos, você vai estar perdendo dinheiro, não só desperdiçado na tentativa fracassada como nos ganhos que deixou de ter por acabar sem a campanha prevista.

Além disso, um vídeo pior vai gerar métricas menos vantajosas (vai gastar mais por resultado alcançado), então vai continuar pagando pelo vídeo amador por um bom tempo ou mesmo pode inviabilizar os resultados (gasta mais do que o valor do resultado). 5. É mais fácil gerar engajamento As pessoas estão sempre compartilhando coisas na internet, seus vídeos deveriam ser uma delas. Isso se consegue gerando efeitos específicos com a campanha, como: humor, uma decisão difícil, uma lição de vida, uma vantagem por compartilhar e até a pura e simples empatia. Qualquer curso de marketing digital irá bater nestas teclas, porém sem qualidade a tendência é não gerar resultados satisfatórios.


É de extrema importância que você consiga entregar conteúdo de qualidade, este é um dos pontos mais importantes para se obter sucesso em seu negócio. Procure uma produtora de vídeo reconhecida, como a Stage Produtora para garantir seus resultados.


4 visualizações0 comentário